05/04/2021

Vacinas DNA e RNA: você sabe a diferença e a relação com a covid-19?

Entenda as vantagens e diferenças entre vacinas DNA e RNA, e saiba como elas se relacionam com o combate à pandemia da covid-19.

Nestes tempos de covid-19, os maiores laboratórios do mundo trabalham com esforço máximo para desenvolver vacinas eficazes contra a doença. Os principais imunizantes que já estão sendo fabricados contam com a tecnologia de RNA, mas há estudos muito promissores focados no DNA.

Quer entender melhor a diferença entre essas duas tecnologias? Esse conhecimento é importante tanto para a vacina contra o coronavírus quanto para outras imunizações! Há até estudos para desenvolver vacinas contra o câncer com a tecnologia baseada em DNA.

Então continue sua leitura. Preparamos este artigo para você entender como as vacinas DNA e RNA se comportam no organismo humano, suas principais características e como elas vão ajudar (ou já estão ajudando, no caso das de RNA) no combate à pandemia. Boa leitura!

Entenda as vacinas de DNA
Quais as diferenças das vacinas de RNA?
Vacinas DNA e RNA em relação à covid-19

Entenda as vacinas de DNA

As vacinas são capazes de nos proteger através da introdução direta de um antígeno que estimula o sistema imunológico para combater a presença de um “corpo estranho” no organismo, como um vírus.

As vacinas DNA, conhecidas como vacinas gênicas, são desenvolvidas a partir das informações genéticas do próprio vírus. Elas são eficazes, pois codificam as proteínas do vírus para serem usadas como estimulantes para o próprio sistema imunológico.

Dessa forma, quem recebeu a dosagem adequada de uma vacina DNA não irá adoecer, ou, no máximo, sentirá os sintomas de forma mais branda. 

Saiba mais características da vacina DNA e porque elas são vantajosas:

  • Produção é acelerada, pois os métodos científicos nessa área são bastante avançados;
  • Possui estabilidade térmica em temperatura ambiente;
  • É capaz de se adaptar às novas variantes do vírus original.

Após estudos, cientistas conseguiram encontrar um “atalho” no desenvolvimento de vacinas, uma vez que o processo de desenvolvimento de uma nova vacina pode levar anos. 

Quais as diferenças das vacinas de RNA?

Ao contrário da vacina DNA, o imunizante RNA é obtido por meio do processo natural das células para sintetizar as proteínas. Sendo assim, as vacinas RNA não utilizam o vírus enfraquecido ou inativo.

A vacina RNA funciona através de uma “fita mRNA”, que irá codificar o antígeno da doença no organismo. Quando essa fita é inserida nas pessoas, com a vacinação, o vírus é reconhecido pelo sistema imunológico, que agora está preparado para proteger o organismo.

As principais diferenças das vacinas RNA são:

  • Utiliza moldes de DNA já existentes que podem ser usados imediatamente;
  • É um processo rápido e de custo moderado se comparado a outros métodos;
  • Pode ser aplicada de diversas formas, como a utilização de injeção ou spray nasal;
  • Precisa ser conservada em ambientes extremamente frios, com temperaturas que podem chegar a -70 ºC, o que dificulta a logística.

Os laboratórios da Pfizer e da Moderna se apoiam nessa tecnologia genética para o desenvolvimento de suas vacinas.

Vacinas DNA e RNA em relação à covid-19

A principal diferença entre as vacinas DNA e RNA é o fato de que a vacina DNA transmite a informação genética do vírus para outra molécula, o RNA mensageiro ou mRNA. 

Dessa maneira, a vacina RNA pode ser compreendida como um atalho, pois já usa o mRNA diretamente, sem a necessidade de um processo inicial para isso, sendo uma técnica aprimorada e aperfeiçoada da vacina DNA, consequentemente, mais rápida de ser desenvolvida e produzida.

Considerando o momento de urgência que vivemos, vacinas RNA são as mais adequadas ao combate à pandemia, pois:

  • A manipulação e engenharia genética é mais acelerada, devido aos nosso potencial tecnológico na área;
  • Rendimento maior por valor acessível, uma vez que, a partir de um litro, muitas doses podem ser feitas, o que é ideal para um programa de vacinação em larga escala;
  • Produção segura, dado que todo o processo de eficácia da vacina RNA já foi testado e comprovado;
  • Versatilidade, pois os estudos desenvolvidos agora para o coronavírus podem ajudar em pandemias futuras e variantes já em circulação.

Contudo, a questão da aprovação da vacina e sua sensibilidade à luz e ao calor são obstáculos a serem superados. 

É válido pontuar que até mesmo essas questões estão bem próximas de uma solução. A aprovação de uma vacina é um processo longo e democrático que envolve todo o cuidado necessário.

Por isso, sabemos que as vacinas que já estão disponíveis passaram por todo esse processo cuidadoso e são seguras para você possa tomar e se proteger da covid-19. Quer saber mais? Explicamos isso no nosso blog: Posso confiar na vacina da covid-19?

Finalmente, a vacina é a nossa chance de superar a pandemia. Neste momento, faça como a clínica Vaccine e incentive o processo de vacinação!

Lembre-se que, além da covid-19, a vacinação protege contra muitas outras doenças letais! Por isso, a vacinação é tão importante em todas as fases da vida, principalmente na infância. Confira nosso calendário de vacinação infantil:

Baixe agora: Calendário de Vacinação Infantil
Compartilhar
Foto de Leandro Andriani

por Leandro Andriani

Farmacêutico e Bioquímico, graduado no ano de 1995 atua no ramo de imunização a mais 20 anos. Vasta experiência no mercado farmacêutico. E sócio proprietário da Clínica Vaccine